Postagens

Mostrando postagens de Abril 10, 2012
Imagem
No silêncio do nada

Escrever é expressão, é dar pressão e se exceder
É no viver... Levar o mesmo com mais emoção
Aos que temem a caneta...
Que fiquem imbuídos de lançar a flecha
E terão a certeza de acertar, pelo menos, um coração.

Os pensamentos são mutáveis
Assim como a inspiração.
Variam conforme o dia, o clima
Moldam-se de acordo com o humor
Com a razão e a dor.

Por isso, ninguém jamais poderá mudar a escrita
Ela, por si só, já é mutante
Isso que a torna sempre viva
E deveras interessante.

O renascer a cada segundo...
Faz-nos pensar em coisas novas, novos temas
Migramos de um ser com o âmago quase moribundo
Para aquele que ilumina com sons, artes e poemas.

Faço essas anotações em um domingo na madrugada
Flagro-me escrevendo com os olhos quase fechando
Sob a luz da cabeceira
Dentro do silêncio do nada.

André Anlub


Imagem: web
Ninguém jamais mudará a poesia, pois ela por si só já é mutante... Isso que a torna sempre livre, viva e interessante.

- André Anlub -