Postagens

Mostrando postagens de Maio 7, 2012
Imagem
Árvore de Josué

Isolado no deserto, na sombra da grande árvore de Josué
Escrevo alguns singelos rabiscos líricos
Com o pensamento em nossa casa, lá, distante
Em nossos cães correndo, deselegantes...
Vindo de encontro a você.

Por um instante... a alma estacionada aqui se eleva
Não há treva nem angústia
Sinto meu corpo a acompanhar
Por dentro de memórias, sublimes histórias.

Sentindo o belo em todos e em tudo
Caminhando na chuva por cima de um arco-íris sem cor
Surdo para qualquer som absurdo
Um banho de chuva e de glória.

Estou no alto e vejo-me pequenino sentado
Estendo as mãos e solto um dilúvio de letras
Estas se unem formando versos
Eles se casam como uma bola de neve
Banham meu corpo deixando-me ainda mais extasiado.

São dois de mim que se completam
Ilustrei para expor como me sinto
Um porre de absinto de inspiração
Banho de chuva no verão.

André Anlub
-------------------------
Joshua Tree

Isolated in the desert, in the shadow of the great Joshua Tree
Singles write some gibberish lyrics
With the thought in …
Imagem
Quando o nada é tudo

Hoje sonhei com nós dois
Poderia ter sido triste, mas lá estava você
Acordei com lágrimas nos olhos
Disfarcei, bebi café e passei o dia lembrando...

O meu contorno no chão feito em giz branco
De pé, ao lado, o seu olhar não era de tristeza
Um pássaro paliteiro bem perto... No dente do jacaré
Um incêndio sobe o bosque
Enxurrada desce a colina.

Pássaros em voo baixo migravam para o sul
Aviões em guerra estavam em formação de ataque.

De repente eu seguia a passos lentos, chutando pedras e pisando em poças
Assobiava uma canção dos Stones, que por sinal dormi e esqueci tocando na vitrola.

Penso que não sabia onde estavam minhas dores
Agora, acordado, ouço rumores sobre decapitações, preconceitos e fascismos
Mas o fato é que cismo que são apenas boatos.

Quero lhe falar um segredo em voz alta
Toco sua campainha e nada
Esse nada que é nada mais do que o mesmo nada nas madrugadas.

Por que lhe sigo?
Por que penso em você?
Chego a ver sua sombra projetada em todos os cantos pelo luar
Seu cheiro i…
Imagem
Claros Gemidos

Quebrando a monotonia dos dias frios de inverno
O coração é lar, marco de uma linda biografia
Todo barco é vida e procura o mais perfeito rumo
Um encharque de amor que é bem-vindo e bem-indo.

O fio que foi tecido pode ter sido aquele que me amarrou em você
Pode querer que eu aceito, pode ser feito do que for...
Eu quero!

Você é meu lar, puro ar no meu naufrágio
Doce abelha que se ateia o fogo carnal
Um absurdo que pousa em um eu de mel
Jovial perambulante por todo meu adágio.

Vamos delinear e saborear os momentos sem qualquer asco
Abro você como um frasco, um perfume dos mais caros
Joia rara que enfeita o pescoço em nada raro instante
O montante da paixão guardamos em claros gemidos.

André Anlub