Postagens

Mostrando postagens de Maio 23, 2012
Imagem
Doe, não dói
Doe sangue, doe vida
Doe órgãos, dê uma saída
A vida é curta, curta a vida
De uma chance de alguém viver.

A fila é longa demais
A espera é dolorosa
Faça uma ação amorosa
Não deixe a bondade para trás.

Não é ser altruísta
Não é ser caridoso
É ser simplesmente humano
Generoso.

Querendo ou não doar
Passe adiante a mensagem
Para alguém se informar
E iluminar sua imagem.

André Anlub
Imagem
Das emoções


Nos toques com amor que rejuvenescem os corações
Todos somos escravos sem correntes ou chibatas
Doações sadias, sem suor ou mágoa.


Há de se suportar a dor...
Há de desatar o nó da gota d’água.


Do amor materno o mais sublime e supremo
Verdadeiro aprendizado, criação e acalanto
Aliança talhada ao nascer... Fazendo assim ficar mais unido
Sem cólera e despeito, pastorando ao extremo.


Há de se depurar o vinho, com pão...
Há de empunhar a mão, sobre o ninho.


André Anlub
Imagem
A nobreza que há tempos lhe deixou
Irrelevante é saúde e paz
Amor próprio não considera existente
O jazigo você mesmo faz!

- André Anlub -

Imagem
Das religiões

Vai ao céu, clama e chora
Implora, agoniza e pede perdão.

Escolhe meia dúzia de deuses e se diz servo...
No fundo mesmo sendo um deus só... Não quer prisão.

Por um lado paga os pecados e torna-se melhor
Quiçá por medo do calor "underground"
Não faz da sua fé uma besta fraude
Almoça e janta o pão que ele mesmo amassou.

Todos, com o rei dos outros, são agnósticos...
E neuróticos, tecem e discutem seu alvitre
Ventre livre, abortos e preconceitos
O defeito que impregnado... Ele findou.

Alcunha de múltiplas imagens...
Enfim reunidas em um ponto base.

Uns podem até viver com um escotoma
Nessa redoma só enxergam o herói que sempre renasce.

André Anlub