Postagens

Mostrando postagens de Outubro 14, 2012
Imagem

Três Nanos...

Feixe de luz na alma
Prisma de paz e harmonia no coração
Decorei com palavras a vida
Sobretudo verdade e emoção
Sem palavras, com argumentos
Com intenções, sem pretensões
Sem cenas, com acontecimentos
Com e sem adequações

André Anlub®


Vi nascer o amor
Vi morrer a aflição
Moribunda e vadia
Sem velório ou enterro
Sem desespero e futuro
Sem carpideira
Morreu fuzilada
Na fronteira em um muro.

André Anlub®


Camélias brancas que transbordam a paz
Embelezam na alma os jardins de consensos
Das tolerâncias os incensos mais doces
Afogando os rancores em um amor mais intenso.

André Anlub®

Dois Nanos...

Curtindo meu tempo, pois o mesmo é curto
Um absurdo, com tudo no mundo e tudo voa ao vento
Larguei a tristeza, cuspi na grandeza com delicadeza
Mostrei o dedo pro desgosto, com muito gosto
Senti a brisa no rosto, saí pela vida.

André Anlub®



Viva e deixe viver, pense sempre alto
Curta a vida que é curta
Não ande pelado no asfalto
Mas também não vista uma burca.

André Anlub®
Imagem