Segunda poética, amarga ou doce...

(...) mas sempre poética!


Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Um Eu qualquer

Parte XI