Ana Paula ganha liberdade provisória‏



A Justiça da Rússia parece que começou a abrir os ouvidos para as milhões de vozes que têm se levantado ao redor do mundo. A ativista brasileira Ana Paula Maciel e outras quatro pessoas acabaram de ganhar liberdade provisória, sob fiança, depois de passar exatos dois meses atrás das grades.

Porém, a história não terminou. A notícia é ótima, mas ainda não podemos comemorar. Outras 26 pessoas continuam em prisão preventiva, e o Comitê de Investigação russo está tentando estender a detenção deles por mais três meses. E como dissemos acima, a liberdade de Ana e dos demais é provisória. Ou seja, todos continuam sendo acusados de vandalismo e de pirataria e, se condenados, podem pegar até 20 anos de prisão.

Tudo isso apenas por terem feito um protesto absolutamente pacífico contra a exploração de petróleo no Ártico. Se você, como nós, acha um absurdo o que está acontecendo, peça a liberdade definitiva de nossos ativistas. Assine e compartilhe com seus amigos para que eles também se manifestem pelo direito de defendermos nosso planeta.

Abraços,
Fabiana Alves
Coordenadora da Campanha Clima e Energia

Greenpeace Brasil


Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Um Eu qualquer

Parte XI