Dia da Consciência Negra (Parte III)


“Embora o Dia da Consciência Negra tenha extensa programação festiva, como apresentações de capoeira e de samba de roda e de festivais de culinária africana, os negros não têm muito que comemorar na Bahia; maioria das pessoas assassinadas no estado é afrodescendente e os negros têm salário em média 36% mais baixo do que os de pessoas não negras; Salvador, cidade que abriga o bairro com maior população negra da América Latina, bairro da Liberdade, ainda é considerada uma cidade racista" -  leia reportagem de Romulo Faro, editor do Bahia 247:

Link:
 http://www.brasil247.com/pt/247/bahia247/121333/Maior-popula%C3%A7%C3%A3o-negra-do-Pa%C3%ADs-%C3%A9-a-mais-discriminada.htm

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Um Eu qualquer

Parte XI