VIDA VIVENDO

A vida como em poucas vidas vive,
por mais que a solidão vida me cave
em todos os lugares onde estive,
feito um piloto em busca de uma nave.

A vida, como a morte, sobrevive
em cada podridão que não se lave
por mais que grande dor de dor se crive,
pensando ser a porta ou ter a chave.

A vida como o sol que não se move
aos olhos de quem tem a alma leve
feito uma plantação depois que chove.

A vida como tudo que não deve
ser confundido com o que comove
apenas porque sua história é breve.

(Rogério Camargo)

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer