#SomosTodosDiferentes

Acreditar que as pessoas podem fazer justiça com a próprias mãos é acreditar que elas podem punir tudo que consideram errado.

A mãe de Alexandre Thomé Ivo Rajão, de 14 anos que foi assassinado em junho de 2010, conversou com Stephen Fry neste trecho do documentário "Out There" sobre a situação dos homossexuais em diferentes países do mundo. 


Essa situação piora quando o discurso vem assim: "eu te aceito, mas não aceito suas práticas". seria algo do tipo: "aceito que você seja canhoto, mas não venha escrever com a mão esquerda perto de mim". Dizer que o casamento igualitário não deveria ser aprovado porque a sua religião não permite faz tanto sentido quanto dizer para alguém não comer um pedaço de bolo porque você está de dieta.


Essa história de "aceito" já parte de um pressuposto que a pessoa é superior e precisa aceitar o outro, ninguém é superior a ninguém quando se trata de orientação sexual, apenas reconheça as diferenças e a importância delas.


Eu vejo que muitas pessoas ainda confundem liberdade de expressão com um suposto direito de oprimir e incitar o ódio, causando assim muitas agressões, físicas e psicológicas, e até mesmo mortes violentas. O discurso de Jair Bolsonaro alimenta o ódio dos homofóbicos e transfóbicos, ódio esse que mata membros da comunidade LGBT todos os dias. O “X” da questão é o ódio que se dissemina e não devemos permitir que façam do outro o seu brinquedo de “caça as bruxas”. 


O conservadorismo é assassino, infundado e insensível. Fundamentalismo religioso mata, mas, antes de matar de fato, ele mata a vítima por dentro, agredindo-a até colocá-la em uma posição de inferioridade, a qual somente o mais politizado será capaz de superar.


O conservadorismo mata mulheres, vítimas do machismo, e moças pobres que precisam recorrer aos abortos ilegais, sem segurança. Também mata crianças e adultos que sofrem de doenças como a síndrome de Dravet, cujo tratamento mais eficaz é à base de maconha. E mata travestis, gays, lésbicas e qualquer outra pessoa que julgar necessário matar. O maior problema do conservadorismo é que ele mata todos os dias, por ser a força mais vil da sociedade.


#SomosTodosDiferentes


- Everton Vieira






Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer