Críticas, cítricas e titicas...


Críticas sempre serão bem-vindas, pois demonstram que algo provocou alguma coisa; sendo positivas ou não, estimulam o raciocínio e acabam com a inércia da vida “homeomorficamente” corriqueira. São salutares tanto para o criticado quanto para o criticador. Ah, lembrei-me do que disse Diderot: "O talento é imperdoável”.

André Anlub®

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer