Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 9, 2014

Fulano da Silva

Imagem
Fulano da Silva
Deu um gole no chá verde gelado e ao descansar a xícara, sorriu. Viu-se num lago novamente o guri que brincava um dia com seus sonhos alados.
Congelando o momento foi trajando o futuro luz no fim do túnel do incerto predestinado. No amanhã um apogeu deveras absurdo a essência madura que utopicamente nasceu.
Viu-se feliz com o viver protegido viu-se ungido com o suor de mil anjos. Na boca pequena um grandioso sorriso e aos ouvidos os violinos em arranjos.
Faz-se adulto, pecante e andarilho com rugas no rosto e prantos guardados. É trem de carga que não carece de trilhos Abandonou seu abrigo - sem culpa - sem mágoa.
André Anlub® (8/1/14)

106° aniversário de Simone de Beauvoir

Imagem
106° aniversário de Simone Lucie-Ernestine-Marie Bertrand de Beauvoir, mais conhecida como Simone de Beauvoir (Paris, 9 de janeiro de 1908 — Paris, 14 de abril de 1986), foi uma escritora, filósofa existencialista e feminista francesa.
Escreveu romances, monografias sobre filosofia, política, sociedade, ensaios, biografias e uma autobiografia.

Ela tornou-se uma adolescente desajeitada, dedicada completamente aos livros e à aprendizagem, e preferiu ignorar os desportos porque ela não era nada atlética. Ela e sua irmã foram educadas no Institut Adeline Désir,16 ou Cour Désir, uma escola católica para meninas, algo que era desprezado pelos intelectuais da época. As escolas católicas para meninas eram vistas como lugares onde as jovens aprendiam uma das duas alternativas abertas às mulheres: casamento ou um convento. Sua mãe, que Beauvoir considerava uma intrusa espiando cada movimento seu, frequentou as aulas com elas, sentada atrás delas, como se esperava que a maioria das mães fizessem. …