Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 25, 2014

Buraco da agulha

Imagem
Buraco da agulha
Passou pelo pequeno buraco da agulha raro e sensato camelo franzino.  Deixou ao relento seu ego sozinho e jogou num bom vento os versos nas ruas.
É no amor, e não há impossível no verossímil da batalha à vitória. Fez de fulgentes momentos, o invisível e na equação da paixão, a auréola simplória.
Sim, eu conheço, sei bem dessas fábulas sei qual o seu curso, bons e maus imprevistos. Falam de alguns vícios, falam de absurdos não provaram na língua o que dizem amargas.
Qual o passo difuso em logradouros de deuses? O que fez um sol confuso no louro da Nêmesis?
E agora um velho e sábio seguia adiante e passou novamente pelo buraco da agulha. Ficou na agrura, pois não era um camelo ao se olhar no espelho viu somente um gigante.
André Anlub® (25/1/14)

460 anos de Sampa

Imagem

Tom Jobim faria hoje 87 anos...

Imagem
Antônio "Tom" Carlos Brasileiro de Almeida Jobim (Rio de Janeiro, 25 de janeiro de 1927 — Nova Iorque, 8 de dezembro de 1994), mais conhecido como Tom Jobim, foi um compositor, maestro, pianista, cantor, arranjador e violonista brasileiro. É considerado o maior expoente de todos os tempos da música brasileira pela revista Rolling Stone, e um dos criadores e uma das principais forças do movimento da bossa nova.


Nascido no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro, Tom mudou-se com a família no ano seguinte para Ipanema, onde foi criado. A ausência do pai, Jorge de Oliveira Jobim, durante a infância e adolescência lhe impôs um contido ressentimento, desenvolvendo no maestro uma profunda relação com a tristeza e o romantismo melódico, transferido peculiarmente para as construções harmônicas e melódicas. Aprendeu a tocar violão e piano em aulas, entre outros, com o professor alemão Hans-Joachim Koellreutter, introdutor da técnica dodecafônica no Brasil.
O trisavô paterno do composito…