Postagens

Mostrando postagens de Setembro 11, 2014

Vale a pena dar uma olhada...

Imagem
14 ESCRITORES ESCREVEM CONSELHOS DE ESCRITA NAS MÃOS.

Publicado em 2 de julho de 2014 por Rebeca Queiroz em Aleatoriedades
Encontrei isso no Quora, a Wofford College pediu a alguns escritores de ficção por uma foto de um conselho de escrita, escrito nas mãos. Isso me chamou a atenção por serem bons conselhos, sinceros e brutos. Além de que são bons nomes que o dizem. A equipe do Não Ultrapassado traduziu o que estava escrito nas imagens. Enjoy!


Neil Gaiman
 Escreva, termine as coisas, continue escrevendo.
Karen Lord
         Estória/ Estória de fundo O que você consegue é mais do que você pode ver
David Drake O mundo não é obrigado a se importar
Ekaterina Sedia Não subestime a importância de contar detalhes
Garth Nix 1. Leia muito 2. Escreva com frequência
3. Continue
4. Acredite em suas estórias
(Consiga um anel mágico)

Karin Tidbeck Seu primeiro pensamento é, com frequência, o melhor, Você sabe, o que pareceu muito esquisito ou bobo. Acredite na sua imaginação, ela sabe o que está fazendo.

Gene Wolfe Co…

Ótima quinta, pois o ar corre solto.

Publicação by Carlos Phillix Mota.

E o ar corre solto
Qual o problema em não ser tão óbvio? Será visto com maus olhos e/ou cairá na boca das más línguas?  Tenha a liberdade para viver abrindo a porta do amanhã, do seu fado, lapidado, bem acabado na arte final do mais talentoso e fantasioso artista. Venha aqui para perto, quero lhe contar um segredo - O final do filme da sua existência.
Não sou um deus ou algo parecido, é sua obviedade que é tão transparente a ponto de ser redundante e ficar escrito nos seus olhos, na sua voz e suas pegadas, a cada instante. Mude e diga-me o que sente ao rasgar o tempo sem clemência, sem apreensão, totalmente à vontade despretensioso (ou não).
Diga-me que é um prazer não ver as horas passando quando cada segundo é aproveitado, cada mexer dos ponteiros, sem serem notados. Mas não achincalhe com o tempo, nem por um minuto... Os ventos vivem nos dizendo coisas novas, trazendo novos cheiros, aforismos, sorrisos e insultos.
Diga-me o que sente vendo o ar correndo solt…