Postagens

Mostrando postagens de Novembro 18, 2014

Racismo à brasileira

Imagem
Racismo à brasileira

“Percebo diretamente o racismo depois que minha filha se casou com Carlinhos Brown. Quando eu estou na rua às vezes ouço esse tipo de gracinha agressiva. As pessoas pensam que são brancas, pensam que eu sou branco. [...]

“Um dia fiz uma gracinha e disse que no Brasil ninguém é branco, só a Xuxa. [...] Outro dia fui num restaurante supostamente chique e tinha uma mulher, com cabelo pintado de amarelo, que começou a berrar: “Eu sou branca! Eu sou branca!” É uma coisa muito malresolvida. [...] Porque é impossível imaginar que famílias, depois de várias gerações, não tenham se misturado com índios e com pretos.

“Com relação aos meus netos já aconteceu agressão aqui no Rio onde eles ficavam, quando vinham da Bahia, num condomínio desses na Gávea. A família saiu de lá. [...] Aqueles caras fortões que ficam na praia e quando eu passo falam, “ô Chico, e aí, cadê o genro?”, pensando que são brancos... uns mais claros, outros mais escuros. [...] O que me aborrece é a hipocrisi…

200 anos da morte de "Aleijadinho"

Imagem
"O Aleijadinho" - morreu a 18 de Novembro de 1814.


 Imagens: Ouro Preto por André Anlub 
Minha singela homenagem ao grande escultor do nosso Brasil.
Tribos urbanas
O precipício perdeu boa parte do seu encanto, Deixando fraco canto e a sensação de não ser mais original; As estrelas tornaram-se muito mais convidativas, E o amor na ativa, com sua calentura e seu interminável brilho, Astuciosamente esculpe o seu brio: Antônio Francisco Lisboa – atemporal.
Vem à luz amistosa, A luz da lua cheia,  Faceira, Que parece acariciar o vento;
Caminha pelas ruas de pedras através das sombras dos postes, dos bêbados e árvores, Dobra as esquinas e passa de janela em janela, de porta em porta; Passa pelas casas antigas, casas recentes e silentes, Casas de Ouro Preto.
Por longas datas as bocas gritaram, cantaram e se tocaram em desejos, Corações se uniram e se iluminaram em suas vielas; As bocas deles e delas perpetuaram e protegeram todo o, e o de sempre, luar.
O lugar e o legado, agora foram contidos pelo silên…