Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 23, 2014

O importante é ser

O importante é ser

Fácil, ligeiramente improviso, mas previsto – falado;
É num estalo que se constrói um “bom dia”.
Um passo importante é fugir de maldosos achaques,
Mergulhando em sonhos e abandonando o ser ilhado.

Sabe-se que não há nada melhor que um dia após o outro...
E como adereço: uma boa garrafa de vinho entre os dias;
Sabe-se que a leitura abarca a mente, a retira da preguiça,
Desfazendo-a do pensamento de espelho, copiado.

Vêm letras dançantes ao som do que vier na manhã;
Sempre criam, pintam, esculpem e dão brilho em um novo casco robusto:
- lusco-fusco, hilariante.
É absurda, mas a receita é sonhar com simplicidades: 
- empanturra o rechonchudo.

São férias? São sérias? O importante é ser;
Os olhos tremulam e o coração bate mais forte pensando em você.
Deixo aqui a prova que renova o que vou assinar,
O amor estava no ar, estava no coração, na mente, atrás e na frente...
Agora, em tudo.

Não sei se é assim que deveria ser,
Mas é assim que é
E o importante é ser.

André Anlub®
(23/12/14)

Trecho do livro Tarja Preta, vários autores

Imagem
Frontal com Fanta
Jorge Furtado

Ela me perguntou quantas pessoas eu já vi morrer. Quantas pessoas você já viu morrer? Nenhuma, eu disse. Ela sorriu e disse eu vou ser a primeira. Eu disse vai. Ela disse boa sorte.
— Boa sorte.

E morreu. Os lábios dela continuavam vivos, vermelhos. Parecia que ela estava dormindo. Ela morreu e pronto. Era bom ficar olhando seu corpo, bonito. A enfermeira entrou, viu que ela tinha morrido e me disse para sair do quarto, chamou o médico, eu saí do quarto.

Uns dias depois o enfermeiro me disse que ela estava grávida. Ele disse também que achou melhor ela ter morrido, imagina ela com um filho.

Eu imaginei ela com um filho, um filho meu, e agarrei o enfermeiro pela garganta.

Dois enfermeiros correram e me seguraram e me deram uma injeção. Eu acordei amarrado e fiquei ali alguns dias. Eles mudaram meu remédio. Eu me lembrei que ela havia me pedido para ficar vivo pra me lembrar dela e resolvi não tomar o remédio, não tomar mais remédio nenhum. Passei mais seis mese…