Fábula dos Piratas

É através a mídia que eles fazem "a cabeça do povo" Agora é "curral eletrônico". Fora coronéis da mídia! Acorda povo brasileiro.
Posted by Antonio J. Cardiais on Segunda, 27 de abril de 2015


Fábula dos Piratas - André Anlub
(Mar é moradia - 8/5/12)

II

Avança por mares revoltos
Reafirma sua total identidade
Navegador guerreiro, punhal nos caninos
Amante de tempestades e estorvos
Vento intenso e leme solto.

Olho ímpar e rubro no horizonte
Seguido por gaivotas e morcegos
Pernas magras de carne e cicatriz
No ombro, um incorrigível atroz falante.

Um náufrago o observa com ansiedade
Faz moradia numa ilha equidistante
Deu-lhe um susto farta bandeira de caveira
Sepultou sua esperança de três anos.

A solidão é uma amiga em comum
Veio a coragem de acender uma fogueira
E na fumaça o pirata avista a ilha
Dá meia volta! (o mar é moradia)

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer