Borbulhas internas (março/2009)


Clique e confira este episódio na íntegra >> http://bit.ly/GREgoriOGregorio Duvivier conversa com Laerte sobre a...
Posted by Canal Brasil on Quarta, 10 de junho de 2015


Borbulhas internas (março/2009)
(Márcia Poesia de Sá e André Anlub)

Tua língua, famigerada alma
Que me adentra os ouvidos
Embora surdos, mas sensitivos
Aquecem os sentimentos
Enobrece a libido
Acalmam tormentos
Evolucionam hormônios
Pintam os dias em “gray”
Enquanto te vejo em meus sonhos
Tudo absoluta certeza
Sentimentos, fraquezas
Calafrio desumano
O homem liquefeito de desejos
A mulher, o maior de todos os defeitos
O abraço a perfeição em devaneio...
Transformam dias em noites
Água em pedra
Teu amor em verdade
E um poema com total serenidade.

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer