Morreu a escritora e artista visual Ana Hatherly


Inspirado na Ana Hatherly:

Seu amor me implantou uma espécie de dormência,
Algo incômodo que carrego junto à carência. 
Amor fantasiosamente assombroso – casto colosso,
Que me pisa impetuosamente com pés quilométricos
E me acende o sorriso mais um par de vezes.

- André Anlub

"Morreu a escritora e artista visual Ana Hatherly, nascida no Porto em 1929, Ana Hatherly teve um percurso transversal no cinema, artes plásticas e prosa. O seu nome está inscrito na vanguarda da poesia."


A poesia entra em luto!




Esta Gente / Essa Gente

O que é preciso é gente 
gente com dente 
gente que tenha dente 
que mostre o dente 

Gente que não seja decente 
nem docente 
nem docemente 
nem delicodocemente 

Gente com mente 
com sã mente 
que sinta que não mente 
que sinta o dente são e a mente 

Gente que enterre o dente 
que fira de unha e dente 
e mostre o dente potente 
ao prepotente 

O que é preciso é gente 
que atire fora com essa gente 

Essa gente dominada por essa gente 
não sente como a gente 
não quer 
ser dominada por gente 

NENHUMA! 

A gente 
só é dominada por essa gente 
quando não sabe que é gente 

Ana Hatherly, in "Um Calculador de Improbabilidades" 

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer