Só nos nossos sonhos


Só nos nossos sonhos
(André Anlub® - 2012)

Só nos melhores sonhos
Flutuamos por sobre os rios
Podemos ver pela purificação da água
O verde fluorescente dos limos
Peixes que brincam
E o bailar das algas.

Só nos mais extensos sonhos
Engravidamos e os gêmeos nascem
São criados com demasiado carinho
Crescem e seguem seus rumos.

Só nos mais avivados sonhos
Pintamos imensos afrescos com as mãos
Transmutam para um belo arco-íris
Atravessando todo o céu
Multicolor, surreal e hipnotizante.

Só em sonhos, os mais reais
Corremos e não saímos do lugar
Perco-me e você se perde
Não nos reconhecemos
Papeis e sentimentos voam com o vento
Tentamos compreender o tempo
Déjà vu de caminhos...
Vou acordar desse amor.

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer