Só por ter você


Só por ter você

É grande, exposto e de sensação deleitosa
Amor saudável, azul celeste e rosa silvestre
Eterno voo ao aconchegante desconhecido...
E tem como objetivo ser sempre bem-vindo nos acasos.

Seu suor é elixir da minha magia branca
No branco de seus olhos me aprofundo tanto que saio de mim
Algo assim muito ímpar, sucinta e particular
O sobrenatural sobrevivente, prazeroso e peculiar.

Entro no seu “eu” mais íntimo
Descubro sua carícia preferida
Suas orações proferidas
Seus gestos, seus sexos
Seu ritmo.

Coloco meu rosto no travesseiro
Um olhar surge por todos os lados
Os sorrisos que já se fazem impregnados
No colosso de todo amor verdadeiro.

André Anlub®

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer