APROVEITAR ENQUANTO ESTÁ BOM

Há muito anos já eu uso o mote “vamos aproveitar enquanto está bom, porque vai ficar pior”. Digo isso geralmente quando alguém se queixa de uma situação ruim. Nunca ela é tão ruim quanto pode ficar mais adiante. E tudo indica que logo ali, mais adiante, ela vai ficar bem mais do que muito ruim. No cenário mundial a gente tem dois elementos cruciais: a ecologia torpedeada e os radicais muçulmanos. São duas energias que marcham firme para um objetivo comum: a destruição. O que sobrar das explosões terroristas vai ser consumido pela poluição. A morte do Rio Doce, no Brasil, é o atestado de que já podemos nos candidatar a sócios do clube. Não acredito numa ação vigorosa do IE em nosso país, mas, como tudo é possível, isso também é possível. O cenário interno estará conturbado mesmo é pela radicalização política. Seja qual for o resultado desta palhaçada que chamam de Impeachment – uma das coisas mais irresponsáveis que já se fez, depois da eleição de Collor –  o lado perdedor não vai deixar barato. Enquanto isso, a estrutura, frágil como é, vai cedendo nas bases. Uma mistura de inconsequência, alienação, oportunismo e cobiça está fazendo na política brasileira o que a lama tóxica fez no rio que mataram. Mas... vamos aproveitar enquanto está bom, porque vai ficar pior.

ROGÉRIO CAMARGO  

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer