ROESIAS

A navegação da lua
e a navegação do sonho,
sonhando a navegação da lua.

..........................

Costura a renda do mar
nos meus olhos,
meus olhos
se vestem de azul.

..........................

De frente para estar de frente.
E vendo mais
do que está lá.

..........................

Estar ali por haver chegado
e estar ali porque ali
é o lugar de estar ali.

..........................

O que foi fazer a brisa
e aonde,
que ainda não voltou?

..........................

Será de perguntas
e será de respostas.
Mas, principalmente,
será de estar onde está.

..........................

O que chega e simplesmente
não era o que ainda estava,
mas o que sempre estará.

..........................

Talvez uma oferenda,
talvez apenas dar
o que é possível dar.

..........................

Uma estrada para o lá longe.
O tão lá longe para uma estrada.
E eu não vou.

.........................

A rosa diz tudo que precisa
para a lua
continuar ouvindo a rosa.


(Rogério Camargo) 

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer