Postagens

Mostrando postagens de Abril 3, 2015

Trem de perfume e fumaça

What a wonderful world...www.artfido.com/popular-art
Posted by artFido - fetching art on Domingo, 16 de novembro de 2014

Trem de perfume e fumaça 
(André Anlub - 25/03/13)

Não se sabe se o perfume se espalhou
Pelos bosques coloridos e imagéticos.
Na nossa aldeia, logo, logo, deflagrou:
O colírio, canto lírico e poético.
A proeza dos sãos bardos atracou
Lá no cais latem os cães dos letrados.
Viu-se o verso no reverso - só versar.
Fez-se a música que alindou o ser amado.
Bela a rima morro acima – No luar.
Brilho forte do sorriso – A majestade.
O vai e vem ao som do trem deixou saudade.
De joelhos o anel da união, juramento que testemunha
A branca garça.
Iluminou o casto amor do sim sem não.
E foi-se o trem - longa estrada... fica fumaça...

Le Petit Maurice

Imagem
Intervenção militar já existe!Intervenção militar já existe!Pra vocês que pedem intervenção militar no Brasil. Assistam esse vídeo e pensem...Este vídeo mostra a realidade de onde a PM matou uma criança. "Como informamos ontem a noite, a Delegacia de Homicídios veio ao Complexo do Alemão realizar a perícia da morte do pequeno Eduardo. Neste vídeo, você pode acompanhar como foram esses momentos." Fonte Papo Reto: https://youtu.be/OdBSLcjwtIE#GuerraNoAlemao
Posted by Podemos Mais on Sexta, 3 de abril de 2015

Le Petit Maurice 
(André Anlub - 1/10/12)

Depois de sair do seu banho...
    Reparte o cabelo ao meio,
        passa um pouco de Gumex,
           no pulso seu belo Rolex.
               Separa um trocado pra cerva,
                  não se esquece da erva
                    e a chave de seu Chevrolet Veraneio.
                Coloca uma bermuda de marca,
               um chinelo de dedo,
             mesmo sabendo que é cedo, 
              um uísque e dois cubos de gelo.
           …

Dueto da tarde (CXIII)

Como você lida com a solidão?Às 12h, o premiado ator Ricardo Darín expõe sua maneira de enxergar o mundo no programa Sangue Latino. Veja o vídeo na íntegra >> http://bit.ly/RicDarin
Posted by Canal Brasil on Domingo, 1 de fevereiro de 2015

Dueto da tarde (CXIII)

Aleatória e imagética, dentro e indo afora da moldura da janela advinha à vida frenética.
Um pouco de estática torna a comunicação apática. Ela então muda a tática e fica de frente para si mesma.
Beijo no próprio reflexo é afago no côncavo e convexo – alívio de qualquer forma de ver o planeta.
Pairando um metro acima do chão, perde-se do chão e é tudo o que deseja, (ir)realmente.
Abraço na própria alma é alento e conforto de um extremo ao outro – calmante para quaisquer desapontamentos.
Ela sabe o que é abrir as mãos e o vento não estar mais ali. Ela sabe o que é abrir o coração e ele continuar fechado.
Pairando agora por cima das colinas se vê ainda mais menina; retorna à sua alada adolescência e veste-se de loucuras e boemias.