Postagens

Mostrando postagens de Maio 15, 2015

A luz do amor

Tem café ai? Entãão... vamos desenhar um panda!
Posted by Tudo Interessante on Sexta, 15 de maio de 2015

A luz do amor      
(André Anlub - 3/3/11)

Beleza exposta no tom de um ingênuo feixe de luz multicolorido entrou pela janela e beijou meu subconsciente;
De criança inocente tornei-me seu adulto amante,
Em um amor nada errante – em uma paixão toda ardente.

Tesouro das águas profundas, 
Ricos barcos afoitos;
Vidas que fulgem no ouro
Que ofuscam olhos presunçosos,
A cada passo e a cada raso e a cada fundo.

Um plantar em outras épocas,
Agora inevitável fruto.

Amor profundo,
Para o mundo não findo tal amor...
Amor vagabundo 
De pés descalços na grama mais verde.

Sinto no seu encalço o verdadeiro flerte:
- perdido e achado 
- no fundo e no alto
- doado e presente.

Firme e forte caminhando
Em frio e calor:
- povoará esse seco mundo
Que a neve derreteu.

Dueto da tarde (CLIV)

Imagem
Dueto da tarde (CLIV)

Alguma coisa no ar, fora do ar, dava o ar de sua graça de graça.
Estava mais que na hora de orar e arar a (à) terra.
Não só pela fome inevitável. Não só pela vergonha da inércia. Havia tudo mais.
Pés rachados em solos rachados e o sol de rachar na pele estigmas de anos de trabalho árduo.
Suor e cheiro de suor e acidez de suor e manchar de suor. Na roupa e na alma.
Olhos cerrados na serra e na sorte que está na terra e não se enterra na figa que não cai por terra.
Quem erra? O errante, talvez. Quem acerta? Quem traz aberta a ferida submetida e consegue fechá-la.
Alguma coisa na veia, junto ao sangue de guerreiro que corre em disparada sem parada e sem freio.
Está no céu, está na água, está na água que cai do céu. Chega à terra e a terra é isto, convite/desafio ao trabalho.
O galo canta e o cheiro do café adentra o quarto, águas lavam a cara, mão na enxada e beijo na mulher amada... Pé na estrada em mais um dia qualquer.

Rogério Camargo e André Anlub
(15/5/15)

Anéis de ouro branco

The rapid change in the Arctic is almost unbelievable, until you see this video from NASA. (The last 20 seconds are the most shocking).
Posted by The Climate Council on Segunda, 2 de fevereiro de 2015

Anéis de ouro branco       
(André Anlub - 27/7/13)

Teus anéis de ouro branco,
Brilham como os dourados;
São de dureza feito ferro,
Redondos como o globo.

Anéis como tu és: valiosos e únicos,
Carregados com gosto, mas que ostentam a penúria
De serem vistos e terem utilidade.

Tu viajas onde divagas, devagar reages.
Vives na teia da aranha que abraça o todo:
O mundo, as pessoas e os desejos.

Na elegância que tens, encontras versos na ponta do lápis e todos tem dito:
- como é bom ler-te, cada letra, cada frase, cada verso...
A união das palavras em coito vivo.

Está ai, pra quem quiser ver: a paz e o amor!
Que saem do coração e derramam
Em delírio, em choro e grito.

Bonifrate

Pura vida!
Posted by Tribo Surfon on Quarta, 18 de março de 2015

Bonifrate       
(André Anlub - 11/10/11)

Nem imagino por onde é o começo,
Quiçá pela dor que corrói em saudade;
Nessa idade que se iniciou o apreço
Que migrou para incontrolável vontade.

Decompondo o corpo de bonifrate (brinquedo)
Trazendo a pior das tramas do enredo.

O coração tornou-se ferro e ferrugem,
Carecendo do óleo quente da amargura;
Talvez o erro de almejar o impossível,
Senão a demência de só ver a negrura.

Não tenho mais rotatividade na alma:
Velho, meu coração anda torto.
E o porto que há muito tempo vazio,
Expõe os corais de um amor absorto.

E foi-se o Rei B.B. King

Imagem
Guitarrista tinha 89 anos e estava internado em Las Vegas, nos EUA.
'Ele podia fazer mais em uma nota do que qualquer um', diz Bryan Adams.



B.B. King, considerado o "Rei do Blues" e integrante do Hall da Fama do Rock and Roll desde 1987, morreu na madrugada desta sexta (15) em Las Vegas, nos EUA, aos 89 anos.

A lenda se despede com 16 prêmios Grammy, mais de 50 discos em quase 60 anos de carreira e músicas que marcaram época, como “Three o’clock blues”, “The thrill is gone”, “When love comes to town”, “Payin’ the cost to be the boss”, “How blue can you get”, “Everyday I have the blues”, “Why I sing the blues”, “You don't know me”, “Please love me” e “You upset me baby”.

Abaixo, veja a repercussão da morte de B.B. King:
Bryan Adams, cantor, no Twitter: "Descanse em paz, B.B. King. Um dos melhores guitarristas de blues que já existiu, talvez o melhor. Ele podia fazer mais em uma nota do que qualquer um. #respeito"
Ringo Star, ex-Beatle, no Twitter: "Deus a…