Postagens

Mostrando postagens de Junho 5, 2015

P.S.:

Imagem
Incrível ideia de lápis sustentável que se “converte” em planta no final do uso. Ele possui em sua parte negra uma semente germinável. Ao usar todo o lápis, basta enterrá-lo e esperar o resultado. Cada lápis vem com um tipo de semente, podendo ser uma árvore ou legume.


P.S.: (André Anlub - 3/11/10)
Longe do lugar comum Te vi no corpo de um beija flor, Pairava olhando para mim Por sobre o campo de rosas.
Fiz poesias e prosas Que sempre afastam minha dor; Como em um mar bem calmo, Que boiam papiros de salmos Escritos, palavras de amor.

Madrugada de 5 de junho de 2015

Imagem
Firme e forte para cumprir tabela, ou fraco/forte para viver vivendo plenamente?
(Madrugada de 5 de junho de 2015)

É, é por pouco. Às vezes a vida nos beija, e com vontade. Tento todos os dias roubar esse beijo, fazer graça e soltar minha melhor cantada. Às vezes dá certo, outras vezes não. Já passei tempos sem falar muito com a vida, meio que “dê mal”, sabe?! Foram épocas que eu empurrava com a barriga, apenas vivia e já era o suficiente. Foram tempos duros, pesados, duraram quase uma década. Mas depois veio a forra. Aliás, antes mesmo desses “tempos” eu já me antecipei e vivi o suficiente para deixar a forra garantida. Nem necessitaria haver um Eu posterior... Mas houve e há. Penso que muita gente deve estar vivendo o que vivi nos sete ou oito anos que fui abduzido pela inconsequência e também inconsciência das coisas. Mas não vamos nos enganar... Muita gente é abduzida com consciência e com responsabilidade. Existe sim, e muitos. Viver levando a vida sem viver é muito comum e beira o…

Dueto da tarde (CLXXI)

Imagem
Dueto da tarde (CLXXI)

O intermédio veio tomar seu remédio através de um médico que não interveio.
Não sabe muito bem qual é a doença. Talvez o que pensa. Talvez a busca de recompensa.
O corpo está grená e há penas soltas ao vento. Todos estão com pena pois pensam ser gangrena ou falta de grana apenas.
Qualquer coisa que se resolva ou se dissolva na alcova. Precisa se casar urgentemente. Com uma intermédia?
A medida dita certeira seria uma enfermeira, meio enferma – meio sem beira –, para ele não perder o sentido se sentindo inferiorizado e infernizando o seu meio.
Porque inferniza: faz perguntas que não precisa, não olha o chão em que pisa, em ver de ouvir teoriza, oscila mais que a Torre de Pisa.
Medita a dita meta, se mete a ir à Meca... Agora não! Há dificuldades pendentes, faculdades, mentes e dentes a mastigar.
É intermédio: quer um intermediário. Diário tormento para quem deseja que ele seja apenas o que é.
Paradoxo chocho, nada pouco e louco: a hipocondria aumenta sua glicemia, e para …

Dia Mundia do Meio Ambiente

Imagem
Este senhor plantou sozinho mais de 18 mil árvores. Para ele, todo dia é #DiaMundialDoMeioAmbiente. Conheça a história do seu Hélio e inspire-se: http://derepenteagentemuda.tumblr.com/post/98477938435/helio-da-silva?utm_source=facebook&utm_medium=social_media&utm_term=sunset&utm_content=socialads_timeline_post_dia05062015&utm_campaign=dia_mundial_do_meio_ambiente-sp_rj_df

E a fila anda

Imagem
E a fila anda
(André Anlub - 21/5/13)

Há um famoso ritual de ajuntamento,
Como uma nau à deriva em forte vento.
Acalora o frio e inerte coração,
Faz do branco e da verdade o indumento,
Pois tem na alma e no sim a comunhão.

Já é sabido, vez ou outra ela chega,
A paixão que abstraí e deixa aéreo...
E no mistério a implicação de ficar cego,
Os olhos fulgem no clarão do seu interno.

Há também um procedente paradoxo
Que trafega entre o ditoso e o lascivo.
No flerte que transmuta em aversão
E a ternura que se afoga em puro vício.

Não sabe dizer se traição é inerente
Ou se é pisar com cinco dedos no respeito.
E já sem jeito estufa o peito e sorridente
Atrás vem gente, é melhor andar direito.