Postagens

Mostrando postagens de Junho 25, 2015

Palavras Sem Nexo

"Eles estão confundindo a Bíblia com Game of Thrones, Jesus com Darth Vader", afirma Carlos Bezerra Jr. , deputado...
Posted by CartaCapital on Quinta, 25 de junho de 2015

Palavras Sem Nexo (2009)

Inacreditáveis sorrisos banguelas
Discriminado pela aura da alma
Sol nascente na penumbra da noite
Gato branco na neve se acalma
Um grito mudo mais alto no fundo do poço
Um esboço da mais feia obra prima
Uma rima para recitar no calabouço
O osso na boca do cão que fascina
Na esquina a água escorrendo na latrina
Uma briga que envolve um grande colosso
Insuportáveis dias de manhãs escuras
Absurdas e volumosas nuvens parecendo algodão
O "não" como palavra de ordem nas ruas
Nuas, mulheres desfilam em vão
Os pigmentos das tintas que pintam o mundo
São misturados por Deuses, doentes, imundos e sombrios
Sadios ficam os desavisados
Armados até os dentes não sentem calafrios
O universo se acaba com o verso, com a história
A humanidade vira uma montanha de cinzas
As palavras sem nexo que trago nessas r…

Dueto da tarde (CLXXXVII)

Imagem
O Brasil é um Estado Laico com uma posição neutra no campo religioso. A laicidade tem como princípio a imparcialidade em assuntos religiosos para respeitar todas as crenças e garantir a liberdade de culto e reunião.
Os fundamentalistas querem colocar as leis e dogmas de suas religiões acima do bem-estar público e da Constituição. 



Dueto da tarde (CLXXXVII)
Foi de modo ruim, mas voltou assim: bem bom. Na epiderme arrepiada fez casa. Viveu de achar que estava tudo bem. Mesmo sem saber o que era tudo bem. A névoa vem de seus pés, percorre seu dorso, sobe à cabeça e faz com que sua astúcia esvaneça. Marca o tempo pelas desistências do cuco. Comemora derrotas e faz luto por vitórias. No seu nada sucinto cinto, junto ao martelo, aos pregos, ao cilício, ao endereço do hospício e a pá de cal, há o desconforto. Há conforto no desconforto. Pois está tudo bem. É o que lhe dizem e acredita, credita em sua conta corrente o consolo e o dolo. Como um tolo fica de olho no relógio da parede e os ponteiros em d…

Pessoa sandia

Imagem
Pessoa sandia
(3/4/09 - André Anlub)

Uma ideia fácil
Pensamento sutil
Entre o faço e desfaço
Doe o meu miocárdio.

Abro e fecho torneiras
Besteiras corriqueiras
De um alucinado drogado.

Sinto que de alguma forma
Faço coisas estranhas
Entranhas de um buraco
Fraco, entro e embarco.

Já se passam horas
Dias, meses talvez.
Eu sei que posso agora
Tomar esse frasco de vez.

Nunca fui tão prostrado
Armado, fui desarmado
Achado, quase me perdi.

Entrando por onde sai
vitória, conquistas, caminhos
vida, refugio, morri.