Postagens

Mostrando postagens de Junho 27, 2015

Me apaixonei num sonho

Imagem
O amor endossa, emboça e adoça a vida.
Me apaixonei num sonho      (André Anlub - 10/6/14)
Nenhuma noticia do juiz cruel E seu dedo funesto e tremulante; Nem por um instante, E dou graças aos deuses, Deu sinal.
E cabe quando, a qual, a quem afinal, Vestir o corpo com a tez do pecado? Eu não, e por enquanto sigo no não... Não sou réu aqui, sou sonho, Aqui sou o que, o qual, e quem quero.
É sim me apaixonei no sonho E como ela é, não digo. É sim, pois aqui nada é pecado, Nada é mutilação, traição, tampouco mau gosto, E não existe nada de oposto, Nem mesmo a contradição.
Esse sonho não é feito para olhos alheios; Até mesmo a escrita é em linha reta Sem partida – chegada, sem meta, Sem nem ao menos “os meios”... (boa merda). Mas qual graça teria ser e ter o perfeito em volta Sem a vida às vezes em reviravoltas, Sem solda nem fenda, Sem pouco nem sobra, Sem erro ou acerto? (boa bosta).

Gurufim

Cats vs. Dogs: Teaching their young to maneuver down stairsDisturb Reality
Posted by Disturb Reality on Quarta, 23 de julho de 2014

Gurufim
(André Anlub - 6/5/14)

Principiou-se o gurufim do fim das horas,
E príncipes negros, índios e gurus
Aplaudem fora.

Já foi tido o caminho com trilhas fáceis
E tão hábeis são ditos sábios ao atravessá-las.

Leram em pergaminhos com preconceitos,
O mito e o medo, a carne e o osso,
São peças frágeis.

Alguns quiseram viver em museus de idos tempos
E oprimindo seus inimigos se sentem bravos.

Lá no alto, bem no alto, da mais baixa montanha,
Avistaram o ser importante com sandálias velhas.
Descia lento e cantava baixo um antigo mantra,
Sentindo a brisa, notando o novo, suando o samba.

E caem as primeiras gotículas álgidas das chuvas,
De uma nuvem única que bailou com o sol
- Arriscando a luta.

Voaram as aves brancas, negras,
Pardas e as aves raras,
E ao se verem vivas e ralas 
– ao se verem importantes e análogas...
Tornaram-se plumas.

---- x ----

O respeito alcança seu ápice quan…

Dueto da tarde (CLXXXIX)

Marque aqui seu amigo que é fã de Choro!Considerado o Jimi Hendrix do Bandolim, Hamilton de Holanda apresenta seu show inédito "Mundo de Pixinguinha", às 18h! Veja mais >http://bit.ly/Hamilton_
Posted by Canal Brasil on Sábado, 27 de junho de 2015

Dueto da tarde (CLXXXIX)

Mais descomplicado é impossível, mas mais impossível ainda é complicar o que está pacífico.
A calma é pedra, é Pedro, e sobre ela construo minha igreja de sossego.
Aos ventos espalho a paz e ao que apraz tatuo o caminho.
Antes pergunto se ela quer ir. Ela sempre quer. Vai e fica. Fica e vai. Só pode ir se ficar.
Não há razão para complicar essa escolha, pois tem razão quem opta deixar livre a escolha do outro.
À razão de dois sentimentos para cada inspiração, a razão vai dormir e me deixa... em paz.
Minha igreja não é só minha, e trabalha em sossego, não caça o ouro, não prende o outro, vive a luz da lua, do sol e dos olhos, e suas filiais estão dentro de nós... quer queira ou não.
Religiosa descomplicação: todo…

Mais um conto urbano

Imagem
Mais um conto urbano
(André Anlub - 24/11/09)

O pai passa a mão na cabeça
E a mãe chamava de “neném”.
Vinte anos no documento,
Mas doze é o que parece que tem.
A palavra de ordem para vida é:
Não me aborreçam
Não ligava para nada e ninguém.
A palavra de ordem para a farra é:
O que vier na cabeça
Achava-se um despótico no harém.
Já tinha seu próprio carro,
Foi caro e ele não mereceu;
Dos outros gostava de tirar sarro
Respeito não existia, se existiu faleceu.
Na praia puxava seu fumo,
Sem rumo nunca pensou em trabalhar;
Seus pés nunca calçaram um coturno,
Mas a vil arma conseguiu arrumar.
Cometia pequenos assaltos,
Visava pessoas que andavam no asfalto.
Certa vez foi pego em flagrante,
Mas o sol quadrado não viu nem um instante.
Seu pai era um promotor conhecido
E convencido de que nada podia acontecer.
Não sabia com quem seu filho estava envolvido,
Nem imaginava que um dia poderia morrer.
Em certo domingo foram cobrar uma dívida
Ele fez a mala e pegou a estrada.
Não queriam dinheiro, queriam sua vida,
Mas quem pagou…

Neil Young disponibiliza todas as faixas de seu novo álbum

"Do Brasil de Fato

O músico canadense Neil Young disponibilizou todas as faixas seu novo álbum, The Monsanto Years, para audição gratuita no site National Public Radio. O disco foi gravado junto com a banda Promise of the Real, na qual tocam Lukas e Micah Nelson, filhos de uma das maiores lendas do country americano, Willie Nelson. A venda internacional, em forma digital ou física, começa no dia 29.

O novo disco de Young é um manifesto contra a Monsanto, empresa estadunidense que produz sementes geneticamente modificadas e agrotóxicos. O cantor critica os possíveis impactos da atuação da companhia sobre a saúde humana e o meio ambiente, além da interferência econômica na produção dos pequenos agricultores.

Uma das nove canções do álbum também crítica a rede Starbucks (“Rock Star Bucks a Coffe Shop”). Young passou a defender um boicote à cafeteria pela sua aliança contra a Monsanto. As duas empresas processaram o estado de Vermont por conta de uma inovação em sua legislação, que rest…