Postagens

Mostrando postagens de Agosto 25, 2015

Nada além do tudo que veio do nada.

Imagem
Nada além do tudo que veio do nada.
(tarde de 25 de agosto de 2015)

Um pouco mais, aquela dose daquela sede saciada. Na verdade nem se procura a coisa em si, procura-se o bem-estar do logo após! É duro constatar a necessidade de um ‘tradutor’ de objetivos, de focos, de saídas; a necessidade de um cinto de utilidades, de uma armadura ou de ser invisível; a necessidade de estar online no dia a dia, ter asas imaginárias no céu azul ou negro da existência ou ter guelras em mares de sangue... É duro, mas de certa forma é até bom. Há um brilho no olhar e não há o porquê de sempre ter que ter o brilho cheio no luar... Contenha-se! Assim é bom: relaxado e esperançoso. A boca se mexe, se murcha e se ameixa... doce, doce... jovem idoso e velho criança na creche que torna-se bar que torna-se escola que torna-se hospício; há de se fazer sacrifícios, ontem, hoje e sempre; há de se ater aos dentes, escová-los com zelo e cuidar bem da gengiva; há de ser a vida uma ogiva, que explode ao leve toque e de…

Mais profundo no nosso universo

Imagem
Pássaros que vem e que passam também são pássaros que ficam             
(André Anlub - 14/7/13)

Indo bem mais profundo no nosso universo,
Habita o ponto cego da felicidade.
Vive em uma espécie de vilarejo antigo, 
De casebres de pedras, dias tranquilos de sol dócil,
Ar sempre puro e vida que se vive.

Às vezes cai leve garoa,
Pois há a tal da nostalgia;
Nada combina mais com melancolia do que uma garoa acompanhada de um pouco de vinho e frio.

Para explicar melhor: fica na triangulação da apatia, a razão e o amor;
Alguns poetas sabem exatamente onde fica e alguns filósofos escondem...
Mas existe,
E algo me diz que é por lá, numa casa,
Que terminarei os meus dias.

Tem inúmeros pássaros que passam os dias rondando a região,
Mesmo sabendo que há comida suficiente por lá.

Já me vejo numa velha poltrona de couro,
Alguns tragos e um bom queijo,
Mas me contentaria com castanhas.
Vejo alguns vasos caros, com belas flores...
Mas poderiam ser de argila - comuns.
Ao surgir da lua cheia, a expectativa da inspiração;
Sen…