Postagens

Mostrando postagens de Setembro 17, 2015

Anjo sedento

Quinta-feira é dia de Retratos do Mar. Conheça o trabalho de Chris Grant, o fotógrafo queridinho das meninas. Veja mais detalhes no site: www.canaloff.com/retratosdomar
Posted by Canal OFF on Quinta, 17 de setembro de 2015

Ajude-me a nadar sedento em sua correnteza, pois fico confortável e feliz; tal bela força fiel e resistente me diz: atravesse novamente o Oceano Pacífico e me beija.

Anjo sedento
(André Anlub - 15/04/13)

Sedento cupido chegou
e nas costas carrega
mágicas flechas de ardor.

Arco de osso de brontossauro
corda de tripa de triceraptor
flechas feitas de costelas
de homens que semeavam amor.

São lançadas aos desígnios
voam ultrapassando cometas
seguem as luzes das estrelas
e aos corações as carícias.

Fartas águas brotam límpidas
em nascentes de rios.

Abriga, na paixão periga
amparo, advindo da alquimia
já para, alvejado o amor.

Saciado, o cupido se engasga nas gargalhadas.
Deleita-se na verdade da entrega alheia
em seguida lamenta, aos prantos, devora-se
grita, ajuíza e tonteia.

Inflama seu próxi…

Arte do inacabado

Você é capaz de imaginar quais são as dificuldades que um deficiente visual enfrenta no seu dia a dia pela cidade? O...
Posted by TV Brasil on Quarta, 16 de setembro de 2015

Arte do inacabado
(André Anlub - 30/07/12)

Estão nos planos os santos de barro,
Tem sarro por debaixo dos panos.
Clamam alto para nós que somos insanos,
Na cruz em chamas vai que um dia me amarro.

Vagueando por claras crenças,
As prensas apertando o miolo.
Escuridão de densas indiferenças,
No preconceito não se reparte o bolo.

É obra-prima a arte do inacabado
Foi passado, é presente e futuro.

Se o azul é insígnia do infinito,
Onde o mito tem morada e poltrona,
Na telona vê absurdos dos filhos,
Um cochilo para diminuir a insônia.

Nada fiz, pois encarei só o que pude...
Livre arbítrio é um tiro no pé.
Tratei de lixo quem me mostrou ser rude...
E pra um suposto embuste sou feito de fé.
É obra-prima a arte do inacabado
Foi passado, é presente e futuro.

Poesias querem ser livres e voar; 
não fazem questão de egos e glórias! 
Senão seriam como…

Para pensar...

Imagem
AS 7 DIFERENÇAS
1º- Mudou o trono dourado por uma cadeira de madeira...
2º- Não aceitou a estola vermelha bordada a ouro ou a capa vermelha...
3º- Usa os mesmos sapatos pretos, não pediu o vermelho clássico...
4º - Usa a mesma cruz de metal, nenhuma de rubis e diamantes...
5º- O seu anel papal é de prata, não de ouro...
6º - Usa sob a batina as mesmas calças pretas para lembrar-se de que é apenas um sacerdote...
Já descobristes a sétima diferença ? - ( Retirou o tapete vermelho )