Postagens

Mostrando postagens de Outubro 16, 2015

Imensurável poeta

#EnciclopédiaDoSambaÀs 21h30, no O Som do Vinil (com Charles Gavin), Nelson Sargento esbanja humildade ao falar do primeiro disco e sua trajetória. http://bit.ly/NeLsonSargenTo
Posted by Canal Brasil on Sexta, 16 de outubro de 2015

Imensurável poeta
(André Anlub - 03/12/13)

Vem o brilho em sonetos, sonoros versos
Excesso em talento, boteco e afeto.
Vem à letra na essência expondo a maravilha
Na trilha do fulgor, garota de Ipanema.

Surgem poemas libertinos, divertido menino
Há partituras com antigos - novos amigos.
Surgem emoções que fervem no imo
E no pacto da vida - do cego ao lince.

Imensurável Marcus Vinícius
Escrevia o rito e o reto em tortas linhas.
Poetinha, poeta, escritor de aço
Compositor, dramaturgo
Diplomata, jornalista.

Foi-se a chama, ficou o legado
Engrenado em livros de poesia viva.
Há o eco em noites que a leitura cura
Há doce loucura de um imortal amado.

Festival de Literatura

Imagem
Festival de Literatura - Entrevistas com talentos da Literatura Nacional.
Dias 26, 27 e 28/10 + 03 e 04/11. 
Saiba o que pensam os (as) autores (as) dessa nova geração. Conheça um pouco mais sobre eles.

dia 26/10
Angie Stanley
Antônio Soares
Isadora Raes
Patrícia Baikal
Yeda Borges

dia 27/10
Igor Alcantara
Mylena Araújo
Raick Tavares
Tatiana Mareto Silva
Uiara Melo

dia 28/10
Geraldo Medeiros Jr.
Janice Ghisleri
Laís Rodrigues
Luis Maldonalle
Mércia Ferreira Fernandes

dia 03/11
Ana Rapha Nunes
Carolina Utinguassú Flores
Márcia Pavanello Pires
Michelle Paranhos
Susy Ramone

dia 04/11
André Anlub
Carine Raposo
Carlos Alberto Carneiro Souza
João Leles
Mallerey Cálgara

Site: https://www.facebook.com/events/859080987540929/


Festival de Literatura

Imagem
"São possibilidades de recordes em cima de recordes: 229 prêmios - 59 escritores participantes.
Agora só falta o público atingir um número recorde de presença também.
Participe - Divulgue - Literatura Nacional é tudo de bom."

Link no Facebook: https://www.facebook.com/events/859080987540929/

Cuspindo marimbondos

Imagem
Cuspindo marimbondos (A Terra)

Seriam simples atenuadores
Um maracujá transformado na metamorfose das letras
Aquelas suas secas e dúbias palavras
Que acalmam e abrandam a dor?

Conheço cada vez melhor seu universo
Por entre seus céus e infernos
Por entre caveiras e terços
A galáxia se faz de berço
Velando seu sono eterno.

Mas e o falso silogismo existente
Tira-nos do óbvio pendente
A razão de ser e de estar?

Se é um ser superior dominante
Que nada faz e tudo muda
Que faz moradia no equidistante
É o inexistente que chamam de lar?

Ás vezes a esfera entra em guerra
Cuspindo marimbondos, terremotos e tsunamis
Desafiando o poder imperante
Mostrando quem é a dona da terra.

André Anlub