Postagens

Mostrando postagens de Novembro 21, 2015

Ninho de mafagafos

Seu pai era paulista, seu avô pernambucano, seu bisavô mineiro, seu tataravô baiano. Ele está na estrada há muitos anos....
Posted by Chico - Artista Brasileiro on Terça, 29 de setembro de 2015

Ninho de mafagafos

Derrama-se a letra em solo fértil,
Dourado, fez-se de inspiração a Fênix.
Desenha-se, como um corte, o vil desdenho,
E no horizonte cria seu renque.

Pensamento no engenho, sua engrenagem.
Vê-se o gado, vê-se aragem.
E de tudo que cair como chuva,
Foi-se a uva, põe-se a luva,
E no ninho de mafagafos,
É feito o vinho de boa safra.

Inspiração de araque? Nem se cogita.
Regurgita o que nada vale,
E de um longo caso de afeto,
Com o amadurecimento,
A escrita alto pronuncia...
Eu diria: paixão eterna.

E o texto da vida?
Ah! Ele por si só já é ele mesmo.
Pra tudo não ter sido a esmo...
Vamos aprender línguas estranhas,
Nos queimarmos andando na brasa,
Pisar no inferno, inventar artifícios,
No final ser o médico de um anjo caído.

André Anlub®
(24/6/13)

Manhã de 21 de novembro de 2015

Manhã de 21 de novembro de 2015
O Sol cantando de galo; a lua cantando de Gal

Não se fala em outra coisa; pelo menos aqui dentro da cachola redonda em cima desse pescoço cilíndrico, em cima da boca falante, sem educação – que fala alto; em cima das tatuagens matreiras, do corpo que já foi magro, foi mais ou menos, foi gordo... E assim, roubou o sonho que havia sonhado com o bando bandido de aves que se diziam bem-vindas, traídas e atraídas ao céu traiçoeiro. Estavam ligadas ou não no lance? Metendo o bico aonde não foram chamadas? Aves tudo podem! Há uma crença do cresça e apareça, depois meça sua largura, some com sua altura e esqueça o resultado... apenas descubra se o lago transborda... e quando as águas rolarem e os peixes sufocarem, apenas exponha se ainda é bem quisto ou preferia continuar sendo menino. Vê-se o translouco atravessando a ponte; só se é louco de perto, pois de longe se é pouco – não se importuna – ou se é monge, ou se ruge a face, rubra o rosto, range os dentes ajei…