Ótima tarde de quarta


O mais sábio homem também ama; e nesse amar, mergulha e se entrega, confia e muitas vezes erra. Os tolos desconfiam, nunca arriscam, nunca amam e acabam errando... Sem jamais terem sido sábios.


André Anlub®

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Um Eu qualquer

Parte XI