Ponderações


É um sujeito que gosta tanto de copiar os outros que até suas ideias são de Jerico.

Dependendo do ponto de vista, as manchas da vida 
Não fazem vento, fazem brisa.

Abrigo-me com humildade num ninho,
Aprendo a voar como águia, 
Correr como água e seguir o meu guia.

Até mesmo os artistas porcalhões
Não deixam jamais sua arte de lado:
Preferem lugares com clima úmido
Para esculpirem melhor suas melecas.

Lembra? vale ressaltar: até se derramam as tintas;
Até se misturam as cores;
Até não se pintam amores...
Mas a tinta não pode acabar.

Haverá um menino e tornar-se-á bem sabido,
Verá tudo se repetindo:
Sorridente - indiferente
E a alcunha de sobrevivente,
Sentará feliz lá na praça
Jogando milhos às garças.

Mudei de século, moldei o crédulo
E passei a sonhar com as Valquírias.
Vi um mundo sem máscaras,
Sem muita diplomacia.

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer