Antologia 'Viver de Poesia'

Chegou a Antologia "Viver de Poesia" do Beco Dos Poetas, a qual eu e os amigos do Beco fazemos parte. A capa está fantástica, enigmática e metafórica, e o conteúdo tenho certeza que também está show de bola. Meu abraço aos amigos.


Com o perdão que outrora não conhecia, aprendi a amar, ser feliz
E saciar quem me sacia; aprendi a controlar minha raiva, doar-me mais,
E cobrar menos; aprendi a ser moderno amando o eterno,
Aprendi que serei sempre aprendiz.

Aves que voam no além-mar, sentindo a salinidade existente, liberdade de tocar a epiderme da vida; aves migratórias de voos extensos que atravessam continentes com suas asas enérgicas; 
A brisa é sua amiga e confidente. O homem aqui embaixo, plantado! - confinado na inveja.

A taça fina que ao rodar do dedo canta; ouço o som mais doce e apaixonado. Junto ao seu cálice que me acompanha: 
- fecho os olhos, embarco e me entrego.

Uma linda nebulosa me persuade, fico com receio de satisfazer meu arroubo; 
Mas meus pés nesse solo quente que arde, não consegue permanecer sem meu voo.

A vida pode ser farpa entre unha e carne, um bambu que não quebra com o vento que varre, ou estrelas que brigam com o raiar de um dia.

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Um Eu qualquer

Parte XI