Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 1, 2016

Os tais anos ainda não vividos

Plano sequencia 1964Esse longo plano sequencia feito em 1964 é incrível, usando cabos, cordas e muita criatividade pra realizar a cena com a visão do diretor, assista até o final, vale a pena.http://www.senscritique.com/film/Soy_Cuba/390558?utm_source=Facebook&utm_medium=Social&utm_content=Fiche%20SC%20Soy%20Cuba&utm_campaign=Extrait%20Soy%20Cuba
Publicado por Super Cinema em Quarta, 20 de janeiro de 2016

Os tais anos ainda não vividos      
(André Anlub - 21/4/14)

Faça com seus brinquedos de montar
Aquele casarão da sua imaginação.

Coloque janelas aos montes,
Para os dias escuros a luz chegar farta
E em dias frios o sol entrar com afinco.

Coloque enfeites nas paredes,
E para consumir o tempo
Coloque quadros dos mais confusos.

Vieram nuvens gordas e ondas gigantes
Trazendo o receio e uma água mais fria.
Vieram estranhos trazendo bebidas
E com o sol escaldante acenderam a euforia.

Não os tema...
São apenas estranhos de boas intenções;
Alguns são pescadores de sereias
Que fazem vigília no cai…

Nuvens novas

Vamos curtir a bateria da Imperatriz
Publicado por SRZD-Carnaval em Sábado, 30 de janeiro de 2016
Nuvens novas
Despontaram pela montanha: sonho, esperança, rebanho. Olhos se encharcaram novamente: na boca seca os poemas saem fanhos; As mãos alcançam o que outrora esteve atrás, Afagam, resguardam – todavia – o que agora está à frente. 
Em demasia os novos elos da corrente: nascimentos, novas falas; Almas virgens – desvirginadas; semente do afã que à mente abala.
Atuação impecável, no futuro o tempo passado – o tempo presente; Força corriqueira que desce em paralelo: corredeira; Forca traiçoeira que sobe feito fumaça ao norte: morte.
Pela janela nuvens de chuva se viam e serviam de cenário, O chá bem quente, a febre rente e ardente,  O cheiro do campo descansa: quase um calvário.
No pensamento sucinto, incondicionais certezas invadem: Há nuvens novas; há versos em pássaros; há fleuma na flor que nasce.
André Anlub (31/1/16)