Postagens

Mostrando postagens de Abril 11, 2016

Sorriso Inato

Imagem
Sorriso Inato
(André Anlub - 11/4/12)

Maga amarga e nada calma,
Fica-se na sentinela;
Esperando a mão que afaga
Que traga a luz de longas velas
Tão pálida e cálida alma.

Frágil no chão da lamela,
Que quebra ao fino toque,
Mostrando o colorido enfoque,
Quente ao centro da terra.

Mas aprecio tal dor
Com longo sorriso inato.
Se o feio é odor no olfato,
Importante é não ter tal rancor.

Sozinho e sempre pendente,
Fraco coração valente...
Insiste na batida constante,
Regado com sangue e calor
É o belo expoente do amor.