Postagens

Mostrando postagens de Junho 12, 2016

Possesso; ou nem tanto...

Imagem
É tal espécie de bipolaridade que serve de pilha para a máquina viver 
(madrugada de 2 de junho de 2015)

Tenho passado por fases boas e ruins em alternâncias incrivelmente rápidas, sem aviso prévio, sem extremismos de alegrias fúteis ou sombras de depressão. É algo incomum ao meu ser, mas não reclamo. Está se tornando rotineiro ao ponto de já fazer parte do meu estado de espírito e também o corpo e a mente completamente adaptados.  É como uma bipolaridade salutar, que em fases “down” me levam a criar mais, não impedem minhas corridas, me calam um pouco a boca (coisa que prezo muito), faz-me cozinhar ainda mais e procurar abrigo nas leituras. Nas fases “up” me embriago no café, me divirto com a tevê e jogos online; também escrevo e leio, mas com menos afinco, e fico planejando viagens e sonhando alto com meu futuro; também quero debater todos os assuntos, pintar, fazer recortes de coisas inúteis e brincar com os cães – com a noção maior que a morte está perto para eles. Na fase ruim tenh…

Cinderela

Imagem
Cinderela (do livro “Poeteideser”)
(André Anlub - 10/3/04)

Você nasceu pra fazer volume,
Um vaga-lume
Com a luz queimada 
Perdido na escuridão.

Quem te falou que a vida é bela...
Cinderela na contramão.

Talvez tenha nascido
Com otimismo
De sair dessa situação.

Fale a verdade:
A igualdade convive com a oportunidade
De viver bem nessa multidão?

Busque a saída,
Encare a verdade;
Com a sua idade
Ainda há uma solução.

Não pense em mágica, não nasce em árvore,
Não cai do azul, não cai mais não;
Não desanime e ajude o próximo;
De um sorriso e plante o amor.

Quem te falou que a vida é bela...
Cinderela na contramão.
Quem te falou que a vida é bela...
Cinderela na contramão.

Cinderela... contradição
Cinderela... na contramão
Cinderela... contemplação
Cinderela... ficou na mão.