Postagens

Mostrando postagens de Outubro 13, 2016

Dueto CXLII

Dueto CXLII

As lembranças se atropelam. Até existem sinaleiras e faixas de segurança. Mas elas não respeitam.
Andam cabreiras pelas ruelas das raízes do cabelo, sentem o cheiro da fumaça, do perfume e do odor e o doce aroma do shampoo de aveia.
Trânsito difícil, pesado. Muita impaciência dos buzinantes. E as memórias com carga urgente para entregar se enervam.
Há lembranças folgadas, com a mão espalmada acima da trombeta aguardando o sinal verde; mas também existem as leves e discretas, que andam, trabalham e passeiam de bicicleta.
Há lembranças flanando em roupas leves de verão. Há lembranças encasacadas e tossindo. Há lembranças com radinho de pilha no ouvido acompanhando o jogo. Há lembranças que nem vieram, com receio do trânsito caótico.
E lá no canto, escondido pela sombra do lóbulo da ore-lha, atrás do brinco e da tatuagem de borboleta, há na memória o seu olhar castanho claro, penetrante, meio de lado que ficou congelado desde a nossa separação.
Para ele não há guarda de trânsito, nã…

Dueto CXLIV

Imagem
Dueto CXLIV
O tempo valioso perdido aos ventos – no ar –, perdido na chuva que cai e banha e refresca.
A valia do tempo encontra-se com a valia da eternidade, que já se esfumou em nuvens que não mais.
Foram os tempos de leva e trás – sabor de júbilo na vei-a. Nos tempos de hoje o tempo vale ouro, mas o que é jogado fora se torna areia.
Areia espera água, água espera cimento. Nada é para sempre, mas tenta. Isso atenta.
O tempo que não volta atrás – frase difícil –, mas o pre-ocupante é o tempo que não segue em frente.
Pré-ocupação. Vem antes do que de fato existe. E o que de fato existe é tão passante como o que não se consegue pren-der com as mãos.
Como a água que passa entre os dedos – cai ao chão –, passa entre empecilhos e como um trem em tortos trilhos viaja e se mistura com a gravidade do tempo, terra do tempo, mar do tempo e areia.
No coração do coração há uma incerteza. E é exatamen-te o que dá certeza de viver. No coração do coração há uma insegurança. E é exatamente o que dá chão par…

Excelente dia a todos!

Imagem
"MOSTRE QUE SE IMPORTA - O Hemoce atende a 388 unidades de saúde em todo o Estado, oferecendo assistência às pessoas que necessitam de transfusão de sangue. Faça parte do Clube do Bem, mostre que se importa e venha ao Hemoce realizar a sua doação de sangue. SALVE VIDAS!"