Postagens

Mostrando postagens de Novembro 13, 2016

ótima noite

Imagem
Se ser feliz é clichê, largue seu crochê, pegue seu crachá, se sinta em uma creche bebendo uma Crush e ouvindo The Clash.

A escolha

Imagem
A escolha (20/10/14)
Milhões de besouros deslumbrados aos brados, Nutridos e alienados; Som hipnotizante, atemporal e famigerado. Fotos estampadas em revistas, Jornais e memórias, Fazem da nossa história um pouco mais abençoada.
Mas tudo muda ao toque do botão... Muda ou fala na opção escolhida, Rompe-se a bolha e abre-se o inventário...
Por cada um, por cada muitos...
Não quero mais besouros pela sala, Quero ouvir pedras rolando descendo o calvário.
André Anlub®

Tribos urbanas

Sentada à mesa ao jantar,
Perfeita na metáfora dos gestos;
Pegando o suco, 
Molhando os lábios,
Encanto abrupto
Nos calores honestos.
Sei dessa vida o meu vagar,
Sinto-me amar e vou dizer:
Tenho prazer nos excessos
Dos seus ardentes hinos,
Sendo inteiramente felina
Nas horizontais de prazer.

Tribos urbanas

O precipício perdeu boa parte do seu encanto,
Deixando fraco canto e a sensação de não ser mais original;
As estrelas tornaram-se muito mais convidativas,
E o amor na ativa, com sua calentura e seu interminável brilho,
Astuciosamente esculpe o seu brio:
Antônio Francisco Lisboa – atemporal.

Vem à luz amistosa,
A luz da Lua cheia, 
Faceira,
Que parece acariciar o vento;

Caminha pelas ruas de pedras através das sombras dos postes, dos bêbados e árvores,
Dobra as esquinas e passa de janela em janela, de porta em porta;
Passa pelas casas antigas, casas recentes e silentes,
Casas de Ouro Preto.

Por longas datas as bocas gritaram, cantaram e se tocaram em desejos,
Corações se uniram e se iluminaram em suas vielas;
As…