E é por ai!

Há aquele pássaro que foge da gaiola, e por dentro sai cantarolando Wild Horses dos Stones, mas pelo bico sai o canto dele mesmo. É animal em extinção, que anda na lenha, no lema e na linha; aquele “ex-tição” que ganha brilho; é tal que tem tal de compaixão, com paixão põe à mesa e na sobremesa assopra as velinhas dos 46 anos (mal ou) bem vividos. 

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Um Eu qualquer

Tempo de recomeço