Quem viver verá verão



Quem viver verá verão (26/6/13)

Flutuam ainda mais doces os seus vocábulos
pairando sobre o ar quente de versos corretos
rimas concretas.
E os projetos
leio em nuvens, fuligens
leio em lagos.

Num simplório paraíso, começo no estalo
vejo no “Big Bang”, bela rosa, você...
Bem-te-vi - bem-me-quer - bem-querer.

Eis a paixão que arde por toda a esfera
afronta a tormenta, enfrenta a fera
vai além das vidas, além de eras
escalando muros, são largas heras.

Quente no conforto, no forno do sentimento
cálido se for de gosto, assim querendo.

Sempre adiantando os passos, céu de brigadeiro
o vento varre as névoas, intenso lixeiro.
Espanta as chuvas fortes, a insensatez
e a sequestra de vez num amor inteiro.

É dia primeiro
é verão.

André Anlub®

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Um Eu qualquer

Parte XI