Aurora


Ainda mergulho de cabeça em uma paixão; mas checo a profundidade e a temperatura da água, coloco touca, tapa ouvidos e ai sim, penso duas, três, quatro vezes e (quase sempre) vou.

Aurora (12/12/08)

Chegou agora
Chegou a tempo
Fagulhas do amor.

Do chão que pisa
Do chão que beija
Aurora da vida.

Sentimentos
Desencantos
Sofrimentos.

Uma promessa 
Um tudo que é bom
Doce mentira.

André Anlub®

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer