Revendo:


Morei três anos no aterro do Flamengo. De meados de 1971 até início de 1974. Foto: Minha mãe e eu curtindo um sol.

Por André Anlub  - maio 19, 2012
Reconquistar a vida

Cavalgadas, lições, madrugadas, lençóis
Saboreando o soberano dia a dia, detonando a monotonia.

Um truque, uma trinca, um brilho, um chute, esquivo
Dinheiro, sucesso, inteiro, impedem e peço.

Fazendo valer cada minuto, segundo
Vivendo, mergulhando na plenitude.

São noites cheias que adornam dias belos
Águas cristalinas
Milhas de cachoeiras de marmelo.

Brincando de pular corda
Acordo soltando pipas
Rei de castelos de areia
As piscinas transbordam.

Suando, com prazer, a camisa
Reconquistando a emoção da vida...

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Um Eu qualquer

Parte XI