Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 25, 2017

Enigma de uma charada

Imagem
Enigma de uma charada (2009)

Lindos olhos negros
Fuzilam, penetram
Soletram-me.
Anseios obscuros
Menos puros
Tão sinceros, mistérios
Charadas de alguém
Do além.
Profere baixo, sussurrando
Aos prantos.
Língua estranha
Na entranha
Talvez Esperanto.
Confusas, obtusas, sem nexo
Sem moradia.
Conquista-me?
Uma pista...
Sou alquimista.
Estrada apertada de lama
Chuva, cheia de curva
Turva.
Agulha em palheiro
Pingo d’água em oceano
Enorme engano.
Estava presa, represa
Furto, pequeno furo
Forte.
Amor
Furo que se propaga
Sul para o norte
Além da vida
Além da morte.

André Anlub®

Nos olhos dela

Imagem
Nos olhos dela
Tiramos férias dos problemas Da equação sofisticada Inexplicável teorema Da alma não lavada Infiéis amores De um falso poema...
Tiramos ferrenhas férias das pérfidas cores, Em tons errados, “ferrados”, penosos matizes... Como Matisses falsos, altivos dissabores. 
Mas jamais tiramos férias Da imaginação em aquarela Verve que ferve e grita Canto dos pássaros Paisagem da janela De um coração que palpita Da pureza que se acredita Olhando nos olhos dela.
André Anlub®