Postagens

Mostrando postagens de Março 28, 2017

Absolvição

Imagem
Absolvição 

Corta o sal, curte o sol e o céu, e tem muito cortisol;
Na prontidão do hoje esboça no papel o seu amanhã;
Esquenta o café e o sofá, alonga o corpo e o pensar, e põe a mão.

Há a alucinação que traz a anunciação de dias bons de dons...
Na hermenêutica de suas linhas, a resposta foi exposta pelo mar.
No sangrar do anseio há vida – ávida –, há luz, luzidia, em tons;
No sangrar, em prol da arte, faz parte um aparte: ir ao céu.

Foca no cerne do corpo, no escopo, a duras penas sua vida.
Subidas difíceis – descidas íngremes, usa o embalo (nunca em vão)...
Nessa assaz ação brusca, busca no ralo e no empíreo a sua inspiração;
Afaga e corta, é besta e bruta, brota expondo o melhor e o pior ao léu.

Corta o tempo e compõe nas entrelinhas o melhor da alma pura;
Presteza que se presta e empresta, que contesta nas frestas – apura.
Homem ao voo, se conhecendo, se aceitando, sendo são;
Não há nada a fazer – entrega; não há sofrimento – absolvição

André Anlub
(28/3/17)