Postagens

Mostrando postagens de Abril 2, 2017

Ótima semana

A maior das sentenças (31/8/13)
Tem gente que acabou de aprender a amarrar o tênis e já está dando nó na cabeça.

A primeira grande chance de liberdade,
Real, que quase escorre pelos dedos.
Viu exposto – justificado,
No patamar da vida,
Uma ferida recentemente aberta;
Sangria... chega aos olhos e choca.
O amor tornou-se denso,
Impávido e órfão.
Tornou-se solitário,
Moribundo.
Tornou-se breu e áspero... vão.
Então anulou qualquer acordo
Que ainda estivesse em aberto.
Então desviou-se dessa estrada de pedra,
Entrou na de chamas – chuvas:
- mas com renovada deliberação.
O amor é assim:
Vai e vem - foi e virá...
Mas buscá-lo é de suma importância.
É réu confesso e se entrega à paixão...
Juiz maior dos sentimentos,
Que dê a maior das penas
Pois a cumprirá sempre de pé.
Misturava as letras,
Fazia a sopa e distribuía todos os dias na praça... 
Saciava a fome de muitos
E os muitos saciavam sua vida.
Só dá valor a coisas grandes na vida,
Descarta as pequenas; mas assim como
Numa cabeça de alho,
Vão-se os dentes grandes em far…

Olheiros

Imagem
Olheiros

Em zigue-zague, cá e lá, tantos olhos nus,
Aguardando a ponta do sol,
Que vai nascer num mote distante
De um lugar nenhum.
Não importa!

Como sossegos que assustam morcegos
Escondidos em cavernas, companheiros dos sentimentos tímidos;
Alma cálida daquela paixão nada passageira,
Derramando na veia, demudando o que corre no corpo
Da sola do pé ao topo
Vinho tinto – vinho do Porto...
Saboreia.

Seu lugar à mesa não está vazio,
É seu disponível - é seu abrigo
Inimigo e amigo do seu espírito
Em plena consciência da compaixão...
Humildade.

Venha fartar-se tão breve
Nessa mesa ou naquela
Na panela de quem se atreve.

Venha sentar-se tão logo
Nesse ou naquele colo
Ou no solo frio do chão.

As torradas estão prontas, saltam da torradeira,
Na hora exata de derreter a manteiga;
O aroma intenso do inexperiente mel
Espalha-se pela mesa
Junto com as tintas de um novo artista
Que os olheiros cobiçam.

André Anlub®
(2/4/14)