Postagens

Mostrando postagens de Abril 5, 2017

Parte XI

Imagem
Chegaram os livros da Antologia Meus Contos, a qual fiz revisão e consultoria literária. Enorme prazer! 

Vivencias da madrugada 

Romero se deu conta da existência do preconceito de uma maneira curiosa, pois deparou-se com ele pelo lado de quem está praticamente resguardado; na verdade mal sabia ele que o racismo sempre fez parte do seu meio, dos seus amigos de escola, da cidade, do bairro, do prédio onde vivia e, até mesmo, dos olhares críticos de seus familiares... Ele até poderia falar que o racismo era sutil, mas não poderia ser tão atrevido, debochado e perspicaz assim, por se tratar de um branco, heterossexual, de classe média, e não estar ciente da verdade dentro do corriqueiro dos seus amigos afrodescendentes. Romero estava com dois grandes amigos, o Grilo (amigo de longas datas) e Isaac (cinco anos que o conhecia), um viciado em quadrinhos de ficção científica, surfista, boa praça, comunicativo e extrovertido, morador de um apartamento mínimo em um prédio do bairro considerado u…

Doce amante

Imagem
Quando há um recorrente receio em se expor e desagradar a quem se tem afeto, fecha-se; e ao se fechar, ao esconder suas ideias, esconde também sua alma... então não vive, apenas segue desagradando a si próprio.

Assanho, assumo e ascendo e nada mais nesse mundo pode fazer-me mal;
Assino embaixo para o assassino que me assente e encare a morte de frente.
Quero me ver envelhecer no meu barquinho em frente a um grande e azul Mar de sal.

Não vou mais me envenenar no meu banquinho em frente ao grande e turvo Mar de gente.

Doce amante

Atravesso os mais tortuosos logradouros
Cobiço as respostas e não os louros
Viro o mundo do avesso, faço um desenho. 
Não perco ou esqueço o meu rascunho.

Enfrento mandinga, sol quente e dilúvio
Posso ser pigmento sólido ou pó solúvel
No papel deixo minha vida e assino embaixo
Transmito o que eu vivo e penso, em ínfimo espaço.

Dos amigos espero apenas reconhecimento
Dos inimigos o silêncio já me agrada
Mostro que faço tudo com pura paixão
Tatuei com suor e sangue na testa: “det…