Postagens

Mostrando postagens de Agosto 24, 2017

Das Loucuras (contabilização dos zeros)

Imagem
Das Loucuras (contabilização dos zeros)

Na placa de vende-se, o sofisma disfarçado de habeas corpus;
São tantos nós querendo deixar o mundo dos espertos.
E ele indiscreto, hiante com seu olhar cínico de soslaio,
Abre o balaio-de-gatos, expõe seu fato – antes feto – e calça o sapato.

Dentro do ensaio arreou o cavalo e arriou sua calça num papo furado com mortos...
Aos porcos joga as pérolas falsas; aos “parças” joga a pílula branca. 
Vai-se no mundo sem rumo, como uma folha levada com o vento;
Compra jornal numa banca e coloca na sua mente uma âncora.

No inferno a essência, por excelência, reconstrói Roma e queima Nero;
Dentro de um sorriso amarelo, fornece extintores extintos...
Frágil casca de ovo que por assombro expõe um pinto faminto:
Busca comida, lazer, o que fazer, limpar a pia, lavar a louça, poesia;
Busca dinheiro, o maneiro, o marinheiro, amigo, abrigo, o altivo, o mero. 

Na placa de vende-se, o enigma: 
Tudo é tudo, menos zero!

André Anlub
(24/8/17)