Postagens

Mostrando postagens de Agosto 28, 2017

Das Loucuras (tirando e dando corda pra pipa)

Imagem
Das Loucuras (tirando e dando linha pra pipa)
(27/8/17)

No ar havia voo, então voo e vou ao vento e ao vão...
Agora é hora, dei corda para a situação de absoluta rebeldia.
Já abro o sorriso, mesmo com a cabeça na boca do leão:
Loucura em cura, paranoia em neura, sonho em orgia.

Acordo e faço um acordo, mas não brinco,
Respeito à vozinha colada como um brinco na minha orelha:
Ela não me perturba e eu não a perturbo mais...
Perfeito! Faltou ela cumprir sua parte... ela é “pentelha”!

Insano paradoxo, pois eu gosto desse gosto de robotização;
Asas eram fortes, os cortes eram fundos, visíveis ou não;
As assas ficaram fracas, a carcaça suja e enferrujada... 
Mas o sonho – caso morra - cria força na ressureição.

Pode agora atravessar cemitérios ressuscitando os mortos,
Abraçar o Poe e o Gaiman, voar com os corvos,
Entender, atender e estender as guerras e os povos,
Até surgir a paz, o silencio, a extinção do vulcão e a remissão.