Nem Tão Louco Assim

Participei do Concurso Novos Poetas, fui classificado com um poema selecionado para o livro Poetize 2014 - (Concurso Nacional Novos Poetas) – Editora Vivara 


Para aproveitar a postagem deixo um rabisco antigo...

Nem Tão Louco Assim
(12/5/08)

Busco o resto das minhas forças,
Aperto forte o espinho da rosa.
Contraio até o último músculo,
Coloco meu pescoço em todas as forcas.

Contradigo-me e me esfolo - uso silício
O meu silêncio é sobrenatural.
Ando pelado mal humorado, vou para o hospício,
Corto meus pulsos, piso em vidro e etc. e tal

Não penso em nada, desamparado - quero morrer
Faço-me mendigo, perco a cabeça e saio de cena.

Procuro respostas indecorosas para você,
Sou um indigente fazedor de cenas todas obscenas.

O que posso fazer sou fã de Spike Lee - sou assim
Muito exagerado, bastante macabro;
E por fim digo sim e é o fim para mim...
Meio desconsolado, mas feliz – sou assim.

André Anlub®   

Postagens mais visitadas deste blog

A chuva bem-vinda

Tempo de recomeço

Um Eu qualquer